sábado, 27 de setembro de 2008

Profetadas "Meninice nas Igrejas"


Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. 1 Coríntios 14.26

Vivemos em uma época de muitos modismos. Fala-se em rir, rugir, cair, pular e dançar de poder. Em 1 Coríntios 14, encontramos conselhos importantes quanto ao comportamento do cristão em um culto. No versículo 20, está escrito: "Irmãos, não sejais meninos no entendimento, mas sede meninos na malícia, e adultos no entendimento". Menino, negativamente, é aquela pessoa que não tem discernimento, que pode ser facilmente influenciada por doutrinas errôneas (Ef 4.14). Segundo o autor de Hebreus, somente pela observância à doutrina bíblica poderemos passar para o estágio de adulto (Hb 5.11-14).

Outro conselho importante está em 1 Coríntios 14.32: "E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas". Alguns crentes pensam que o Espírito Santo se incorpora no profeta e suprime a sua personalidade no momento da profecia. Entretanto, no Novo Testamento não encontramos nenhum servo de Deus profetizando fora de sua razão. E, nos tempos do Antigo Testamento, os profetas empregavam a expressão "Assim diz o Senhor", demonstrando que transmitiam conscientemente a mensagem do Senhor.
Há pessoas que, para profetizar, precisam marchar, correr pelos corredores do templo ou encostar a sua testa na cabeça daquele que está recebendo a mensagem. Nada disso é necessário. A Bíblia se limita a dizer: "E falem dois ou três profetas, e os outros julguem" (1 Co 14.29). Atitudes no mínimo infantis, como cair ao chão, andar como quadrúpedes e imitar sons de animais, devem ser rejeitadas por aqueles que conhecem a sã doutrina.
Finalmente, Paulo ensina, no versículo 40: "Faça-se tudo decentemente e com ordem". Se uma irmã cai ao chão em uma posição desfavorável, isso é decente? E o que dizer de um culto em que todos batem palmas, pulam, dançam, gritam, como se estivessem em um show ou em um estádio de futebol? Não é pecado saltar em um momento de extrema alegria (cf. At 3.8), mas transformar essa prática em regra é um exagero, uma extravagância.
Os propagadores desse "avivamento" dizem que ele existe para manifestar a glória do Senhor entre as nações, mas, pelo que vi, assistindo a alguns vídeos, eles não têm nenhum compromisso com a Palavra de Deus e o Deus da Palavra. Seguem a seus impulsos. E todo pretenso avivamento dissociado da Bíblia é um campo fértil para o surgimento de heresias.

3 comentários:

  1. tempos dificeis estamos vivendo precisamos urgente de um avivamento atraves da palavra porque lata vazia faz mais barulho do que lata cheia

    ResponderExcluir
  2. Os tempos são verdadeiramente trabalhosos, mas isso é pra que se cumpram as escrituras.
    Que possamos ser vaso cheio de óleo e não lata vazia como disse o amado irmão.
    Fique na paz.

    ResponderExcluir
  3. Eu não sei pra que serve a meninice nas igrejas !
    Edifica a vida de alguém?

    ResponderExcluir