sábado, 14 de março de 2009

Masturbação é Pecado?

Certo dia, estava dando aula aos alunos do discipulado sobre santificação, e notei que um irmão estava querendo me perguntar algo, porém senti que ele estava envergonhado e inquieto. Perguntei se ele queria fazer alguma pergunta e o mesmo disse que não, depois conversávamos. Ao término da aula, quando já ia perto de casa, escutei alguém me chamando, para minha surpresa era o irmão envergonhado. Foi aí que ele me nocauteou com aquela pergunta meio desconcertante: “Irmão Ricardo, se masturbar é pecado?”. Meio que sem jeito, levei essa pergunta que tanto o envergonhou para palavra de Deus. Foi então que me lembrei desse fato e resolvi postar esse assunto que tanto atormenta alguns jovens dentro da nossa igreja.

Não é a toa que vivemos em uma era de liberdade de expressão e de um estilo "livre" de vida. Hoje vemos nos filmes, nas novelas, nas músicas, nas danças, nas roupas da moda, etc., uma comercialização do sexo. E olhe que nossas crianças estão sendo cada dia mais bombardeadas com tamanha sensualidade e sexualidade desenfreada. De vez em quando meu filho Ruan vê as coisas na televisão e vem com cada pergunta que eu nem sei onde colocar a minha cara, mas pela palavra do Senhor temos que ensinar aos nossos filhos o caminho certo.Em Gênesis 1:28, Deus disse ao homem: "E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra" , ou seja, o sexo tinha uma função procriativa e fez Deus uma mulher idônea para Adão para que, dela, ele desfrutasse e, com ela, enchesse a terra (Gn 2:18).

Hoje em dia o sexo está tão banalizado que não há mais aquela expectativa dos noivos em se descobrirem aos poucos, em maravilharem-se um com o outro vivendo uma novidade maravilhosa de um toque, de uma fragrância, de surpresas que fortalecem o casamento e o amor. Com tamanha sobrecarga de "normal" (sexo antes do casamento é normal, homossexualismo é normal, filhos drogados é normal, você tem que aceitar...), porque não devemos ensinar nossos filhos a se masturbarem? Não é normal?

Ao considerar as questões sexuais que não estão especificamente relacionadas na Escritura, tenha em mente certas experiências pré-sexuais que conduzem facilmente à lascívia ou à luxúria.


A batalha pela pureza sexual sempre começa na mente. Aquilo em que pensamos constantemente, acabamos fazendo. Enchemos nossa mente com o bem ou o mal, o puro ou o impuro, o certo ou o errado. Muitos crentes tentam abrigar ambas as tendências em seus pensamentos. Vejam como a Bíblia é completa e nos responde tudo. "A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz. Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso." Mt 6:22,23

O pecado sexual declarado é concebido na mente, desenvolvido em várias experiências pré-sexuais, e finalmente torna-se realidade, quando a oportunidade aparece. Não somente a imoralidade resultante é pecado, os pensamentos impuros também são pecados. As palavras do Senhor Jesus, no Sermão da Montanha, são freqüentemente citadas a este respeito: "Ouvistes o que foi dito: Não adulterarás. Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela" Mt 5:27 e 28. Não se confunda, a ponto de dizer: "Visto que já pequei em meu coração, posso também pecar com o corpo". Estes pecados não são os mesmos! Embora sejam pecados, um é o pecado da mente, e em pensamento apenas uma pessoa peca. O outro é um pecado da mente e do corpo, e, com o corpo, duas pessoas pecam. Na mente, não há união física. Com o corpo, os dois chegam a se conhecer um ao outro de maneira irreversível. Note que, em Mt 5:28, Jesus menciona não apenas olhar, mas olhar para cobiçar. Isto implica um desejo ativo, imaginando uma união ou contato sexual.

O apóstolo Paulo diz que o crente de espírito controlado, na batalha espiritual, está "levando cativo todo pensamento à obediência a Cristo" II Co 10:5. E Pedro diz: "Cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios... não vos conformeis às concupscências que antes tínheis na vossa ignorância" I Pe 1:13 e 14. Não podemos impedir todo pensamento impuro de entrar na mente, porém somos realmente capazes de controlar os pensamentos que permanecem e se desenvolvem.

O apóstolo João adverte contra a "concupiscência dos olhos" (I Jo 2:16). Salomão escreveu: "Dirijam-se os teus olhos para a frente e olhem as tuas pálpebras diretamente diante de ti. Pondera a vereda de teus pés, e serão seguros todos os teus caminhos" (Pv 4:25,26). Salomão também diz: "Filho meu, dá-me o teu coração; e deleitem-se os teus olhos nos meus caminhos. Porque cova profunda é a prostituta; e o poço estreito é a aventureira" (Pv 23:26,27).

A maioria dos não-crentes e também muitos crentes crêem que a masturbação não apresenta nenhum problema. Certamente, não acham que é pecado e que só constitui um problema quando é uma obsessão e um substituto psicológico total para as relações sexuais normais. Há muitos mitos sobre a masturbação, em escritos católicos e protestantes antigos, a este respeito. Alguns destes mitos são que a masturbação causa danos físicos, que destruirá a habilidade sexual no casamento ou que causará distúrbios emocionais. Estes mitos eram basicamente táticas para amedrontar e tinham pouca base em fatos.

Mesmo assim, a Bíblia fornece orientações que lhe permitirão decidir se a masturbação é pecado ou não. Reflita sobre as seguintes observações:

1. Vejamos à definição de lascívia e luxúria: "Gratificação dos sentidos ou indulgência para com o apetite; dedicado aos ou preocupado com os sentidos" e "desejo sexual intenso". A masturbação encaixa-se definitivamente nestas definições (veja Gl 5:19). Pode-se praticar a masturbação sem lascívia ou luxúria?

2. O teste seguinte é o de sua vida mental. Jesus disse: “Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para cobiçá-la, já em seu coração cometeu adultério com ela" (Mt 5:27,28). Quando uma pessoa pratica masturbação, o que se passa em sua cabeça? No programa de Cardinot ? Pode alguém se masturbar sem imaginar um ato sexual ou ao menos cenas sensuais? O que é que você acha? Se você pratica a masturbação, pode sua mente permanecer pura?

3. Em seguida, reflita sobre a santidade e a intenção da relação sexual no casamento. Sem sombra de dúvida, a masturbação é uma tentativa de experimentar as mesmas sensações que são atribuídas ao casamento. É um substituto do acto verdadeiro, uma farsa, uma falsificação, um dolo.

4. A masturbação é também totalmente egocêntrica. Uma das características do egocentrismo é a auto-indulgência. Paulo descreve o modo de vida de quem é controlado por Satanás, dizendo: "Todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos" (Ef 2:3).
5. Finalmente, a masturbação pode nos levar à escravidão. Quando uma pessoa é dominada por uma indulgência carnal, ela peca. "Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências" (Rm 6:12). Paulo também diz: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convém. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas" (I Co 6:12). Você é escravo da masturbação?

Reflicta sobre os cinco enunciados acima, para determinar se, para você, a masturbação é pecado.

Liberte-se!

O impulso sexual é uma parte normal, dada por Deus, de qualquer homem ou mulher saudável. Envergonhar-se disto é duvidar da bondade de Deus para connosco. Abusar dele é contrariar a graça que Deus tenciona para nós. Ele nos criou com muitos impulsos e desejos, que podemos desenvolver ou usar de maneira errada. Como um deles, o impulso sexual ativa ou destrói os relacionamentos, de acordo com seu controle e aplicação.

A masturbação é um problema comum. Não devemos ter medo de conversar sobre ela nem de ajudar as pessoas a superá-la. Homens e mulheres acham que é um hábito igualmente opressivo, e buscam ajuda para a superação do problema. Compaixão, e não condenação, deve ser nossa resposta.

Minha conclusão é que a masturbação não deve fazer parte da vida do crente. I Coríntios 6:18-20, Gálatas 5:19 e I Tessalonicenses 4:3-7 são passagens que falam sobre a questão do uso de nossos corpos devidamente no sexo. Embora não possamos assentar todos os argumentos que dizem que a masturbação é pecado, não podemos negar que ela é resultado da lascívia e da paixão. Mas, na liberdade da graça de Deus, podemos escolher fazer o que é sagrado e direito aos olhos de Deus.

Deus te abençoe!

11 comentários:

  1. QUERO PARABENIZAR PELA A EXPLICAÇÃO,CONFEÇO QUE ME SERVIL BASTANTE E IREI PASSA PARA OS JOVENS DA MINHA IGREJA...
    MEU QUERIDO PARABENS PELA A EXPLICAÇAO QUE DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO!!

    ResponderExcluir
  2. Caro irmão, quando abraçamos esse verdadeiro evangelho que cura, liberta, transforma e nos leva para o trono da graça, nos sentimos na obrigação de pregar e esclarecer a palavra da verdade.
    Fico muito lisonjeado pelas palavras e desejo a você toda sorte de bençãos. Quando o amado irmão precisar de algum estudo ou necessitar de alguma ajuda, por favor entre em contato comigo que farei tudo para ajudar-lhe na obra do Senhor. Deus te Abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Bem,respeito toda as opiniões e aqui vai a minha: o certo para um crente é casar virgem, como você disse que Deus fez os desejos do corpo e que nós devemos controlá-los, então sem a masturbação não conseguiriamos, por que por mais que a gente tente se afastar das coisas malignas deste mundo elas estão por perto, e sem quer a carne fica em tentação, então no caso o jeito para não errar(tanto como você diz)a masturbação é uma solução, por que nem se compara o ato sexual entre duas pessoas com o ato da masturbação, pra mim a masturbação é um jeito de alívio da carne para não errar, por que mesmo que digamos que tudo é errado, temos que aceitar(não fazer)de que teremos tentações e que Deus já deixou uma solução para cada coisa, como neste caso a masturbação.

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo, muito bom todas as suas explicações. Acho que no fundo, todas as pessoas sabem o que é certo e o que é errado aos olhos de Deus, mas por fraquesa não escolhem o caminho certo, pois este com certeza é o mais dificil. Porém, existem realmente pessoas precisando de ajuda pois querem fazer o certo e por mais que se esforçem, muitas vezes fraquejam. Acho que se o senhor puder ir além e publicar testemunhos de pessoas que foram tentados e venceram, e continuam vencedores até hoje, ia ajudar a muita gente, inclusive a mim. A masturbação é um dos piores pecados que podem ser cometidos, pois a mente humana é fertil. Imagino que o passa pela cabeça de alguem no momento da masturbação, com certeza é algo sem limites, já que não há quem possa nos impedir de pensar e temos total liberdade. No mundo de hoje está cada vez mais dificil enfrentarmos sozinho as tentações que caem a todo momento. Gostaria de saber de outras pessoas o que elas estão fazendo para afastar o mal e continuar. Muito obrigado e parabens pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  5. Estou sem me masturbar a 1 ano e meio, mas está cada vez mais dificil resistir, entrei nesse blog procurando a reposta pra pergunta do título, agradeço muito pela sua explicação.

    Eu fiz uma promessa e espero resisitir.

    Nâo tenho contas que me permitam postar de outra forma sem ser anônimo, meu nome é José.

    ResponderExcluir
  6. Minha experiência pessoal me fez concluir que masturbação não é pecado pelo seguinte:

    Por mais de 15 anos vivi com esse trauma na cabeça por causa da opinião do mundo religioso, e esta culpa imputada pelo opinião de pessoas me fazia semrpe me afastar de Deus. Mas o que será que a Bíblia diz?

    - Não conheço ninguém que já viveu sobre a terra que nunca se masturbou na vida. Mas a bíblia fala até de polução noturna mas não fala de masturbação. Que coisa estranha não é mesmo ? Será que é pecado mesmo ? O mundo inteiro cometeu esse pecado e a Bíblia sequer menciona ele ? Usar a passagem de Mateus 5:28 para coibir a masturbação é forçar demais porque as mulheres também se masturbam pensando em homens. E nesta passagem nada prevê a esse respeito. Outra coisa, adultério é com pessoas casadas e se esta passagem tivesse alguma coisa a ver com masturbação, então eu poderia me masturbar pensando em mulheres solteiras.

    O desejo sexual é a coisa mais normal do mundo, inclusive Deus nos fez com esse desejo para que procriassemos e multiplicassemos sobre a terra. As pessoas se casam porque necessitam satisfazer seu lado sexual, emocional e sanar a solidão. O desejo por sexo é forte assim como o desejo por alimento. E Deus nos fez com esse desejo para que buscássemos um companheiro/a.

    Mas enquanto não se casam é impossível viver nesse mundo sem se masturbar sabe porque ? Porque cedo ou tarde o indivíduo vai ter um daqueles sonhos pornográficos mesmo tendo a mente pura e buscado as coisas lá do alto. Isso é fato. Mas se não controlamos os sonhos e eles foram criados por Deus, então Deus está nos tentando com estes sonhos caso a masturbação seje pecado.

    Lembro de certa vez que eu fiquei 4 meses sem masturbar só buscando e pensando nas coisas de Deus, num certo dia tive um sonho pornográfico com minha própria tia. E então ? Que culpa tenho eu ? Deus é o culpado ? Depois desse dia não consegui mais evitar a masturbação, pois o sonho estimulou uma prática que já considerava vencida por mim. Sendo assim não posso dizer que masturbação é pecado, pois se for pecado então Deus está me tentando nos sonhos. O que é improvável. Pois eu me lembro dos sonhos pornográficos até hoje.

    Outra coisa, quando me masturbo evito de cometer pecados como fornicação, adultério, ver pornografia no computador e tudo mais. Mas se eu não me masturbar, vou aumentar o risco de cometer um pecado sexual de verdade com pessoas reais que poderá me trazer consequencias pra vida toda.

    Pensem e reflitam sobre isso. Pois a masturbação é uma maneira de evitar cometer verdadeiros pecados sexuais com outras pessoas.

    Outra coisa, eu peço sempre para Deus me mostrar caso eu esteja cometendo pecado em praticar este ato. Até hoje ele nunca me mostrou nada, nem em sonhos, nem em revelação, nem na palavra.

    Outra coisa, se a masturbação for pecado, então eu posso tomar um daqueles remédios que inibem a libido e nunca mais pecarei na minha vida. Que coisa estranha né ? Posso vencer este "pecado" simplesmente tomando um remédio. Que eu saiba não existem remédios para fazer com que as pessoas não roubem, não mintam, não adorem outros Deuses, etc.

    Conclusão pessoal, eu não creio que isso seja pecado.

    ResponderExcluir
  7. Resposta ao Ricardo:

    Se não podemos satisfazer o desejo da carne então não podemos sequer comer o alimento porque nosso corpo precisa dele assim como também precisa de sexo. Seguindo a linha de raciocinio do Ricado também não podemos desejar casar, porque para casar temos que desejar uma mulher e se desejar uma mulher é pecado então todos os casamentos se formaram pecaminosamente.

    ResponderExcluir
  8. Caro anônimo,
    Estou vendo claramente que o senhor não lê a Bíblia, e sua resposta é no mínimo um sofisma. Gostaria que o senhor prestasse atenção no que a Bíblia diz a respeito de satisfazer a vontade da carne, preste atenção, não sou eu quem diz, e sim a palavra do altíssimo. Vejamos então: “Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus: aos que crêem no seu nome, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus.” Jo 1:12,13. Vejamos ainda: “entre os quais todos nós também, antes, andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também”.Ef 2:3 E ainda: “Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito, para as coisas do Espírito.”Rm 8:5 Também : “Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.” Rm 8:6 Ainda tem: “Isto é, não são os filhos da carne que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa são contados como descendência.” Rm 9:8 E ainda tem mais : “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus” Gl 5:19-21”.

    Caro amigo, não é preciso ser muito estudado para saber que a vontade da carne é morte, temos que realmente saber controlar a carne e vivificar o espírito.
    Como já falei no Blog e infelizmente para você vou ter que me tornar redundante, o desejo sexual é a coisa mais normal do mundo e é claramente dada por Deus para qualquer homem ou mulher saudável. Envergonhar-se disto é duvidar da bondade de Deus para conosco. Abusar dele é contrariar a graça que Deus tenciona para nós. Ele nos criou com muitos impulsos e desejos, que podemos desenvolver ou usar de maneira errada. Como um deles, o impulso sexual ativa ou destrói os relacionamentos, de acordo com seu controle e aplicação.

    Enquanto ao desejar casar, esse seu comentário foi infeliz, porque o que tem haver desejar casar e ter desejo sexual? A não ser que o amado só casou-se para fazer sexo e não por amor. O casamento é uma instituição mais linda criada por Deus, nós, seres humanos, que por nossos desejos carnais insistimos em buscar outra forma de relacionamento fora do casamento. O sexo em si é a coisa mais normal do mundo entre o casal e Deus o abençoou. Gn 1.28

    Conselho meu amado anônimo: “Leia mais a Bíblia para assim refutar com fundamentação e não com argumentação”

    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  9. é eu tbem acho q é um problema ao qual os jovens nescessitam de ajuda para superar. obriga irmão e q deus continue te abençoando para ajudar a todos com sábias palavras para nossa edificação.

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente alguns ministérios acham que este é um assunto muito pessoal e deixam de esclarecer a verdade para nossos jovens na igreja, enquanto a mídia e o mundo estão bombardeando nossa juventude com porcaria e muita lascívia.
    Que o Senhor dê mais discernimento para alguns ministérios e que tenham força e coragem para conversar e debater sobre esses assuntos na igreja e principalmente para nossa juventude.

    ResponderExcluir
  11. PARABÉNS IRMÃO! SOU TEÓLOGO MAS, QUANTO AO ASSUNTO DE MASTURBAÇÃO EU NÃO ENCONTRAVA UMA EXPLICAÇÃO TÃO FARTA COMO A SUA. FOI MUITO BOM O QUE APRENDI COM VOÇÊ. QUE DEUS TE ABENÇOE!

    ResponderExcluir