quinta-feira, 30 de julho de 2009

A grama do vizinho é mais verde que a minha.

Caros irmãos, antes de criticar a foto da postagem, leiam a mensagem com apreço. Você já ouviu sobre o mito da grama mais verde? É aquela velha máxima de que a grama do vizinho é mais verde que a minha. Parece que nossa sociedade tem incentivado essa idéia com todas as suas forças, porque é, primordialmente, uma sociedade de consumo. Logo, tudo precisa ser descartável para manter-se o ciclo do novo que está sendo produzido, mesmo no campo emocional-relacional. Pensando em seu casamento, por exemplo (mesmo que já tenha acabado).

Hoje, enquanto os casais estão sendo estimulados a lançarem seus olhares ao redor, procurarem um objeto de desejo e compará-lo à realidade existente em casa, os relacionamentos estão decaindo vertiginosamente!

HOMENS: Olhamos para outras mulheres buscando saber o quanto pudemos ter errado ao escolhermos nossa parceira.
MULHERES: Olham para outros homens buscando saber o quanto puderam ter errado ao escolherem o seu parceiro.

Será que você escolheu certo? Será que o seu cônjuge está "à altura" de sua inteligência, beleza, desenvoltura, capacidade de perdoar, humildade, etc.?

É claro que sempre encontraremos alguém mais bonito ou atraente que nossa esposa (nosso esposo)! Sempre encontraremos alguém, com o qual não convivemos no dia-a-dia, que parecerá mais adequado, mais atencioso, mais parecido conosco, mais "pedra preciosa" do que realmente é! Mas é verdade, também, que um grande número de casais se "aventura" no relacionamento conjugal sem aperceber-se que estão saindo para uma jornada a dois, uma viagem que só terá sucesso se for realizada a dois, um relacionamento que será construído dia após dia a dois, enquanto os defeitos forem florescendo juntamente com as virtudes. Será essa a hora de reafirmarem seu amor e seu compromisso mútuo. Será preciso separarem o joio do trigo. Estes parecem-se tanto enquanto estão se desenvolvendo, mas distinguem-se com extrema clareza quando chega a hora da colheita. O joio não pode produzir algo bom, produzir fruto aproveitado, não pode acrescentar algo à vida humana. Entenda, se você ficar expandindo sua "plantação de joio" sufocará seu relacionamento! Por outro lado, se semear mais e mais trigo poderá edificar sua casa de uma maneira sábia, estimulando, aperfeiçoando e protegendo o amor que alimentará vocês nos dias mais difíceis e, também, nos dias mais aprazíveis da jornada a dois!

Pare de levar prá casa só amargura, irritação, problemas do trabalho, da faculdade... Pare de receber o outro reclamando e fazendo um buraco novo em cada trecho do caminho de sua viagem a dois. Busque renovar seu relacionamento com expressões claras e práticas de amor, leve e compartilhe alegria com seu cônjuge, procure ouvir o que o coração dele está falando, retome e amplie o ambiente de sedução pura dentro do casamento.

Mas o que é mais importante: essas atitudes tornam-se muito mais fáceis quando Deus está presente em seu cotidiano, quando você o convida a fazer parte de seu relacionamento. Depois de fazê-lo, prepare-se! Virão emoções arrebatadoras pela frente, basta você querer e fazer a sua parte! Sua grama voltará a ser mais verde que a do vizinho!

"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes de vida... Pv. 4.23.

Pense, pondere cada passo que você der e que seus caminhos sejam retos.
Bem, chegou a hora de você afirmar: "Quero convidar Deus para dirigir meu relacionamento e minha vida. Sei que minha grama é mais verde, meu jardim tem mais flores, meu amor é mais fiel e mais intenso do que nunca!" É bom falar isso para a pessoa certa! Vá firme, você verá como sua jornada com Deus e seu cônjuge se tornará uma beleza!

Deus te abençoe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário