quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

OS DESIGREJADOS


Certo dia à noite, encontrei num ônibus três garotase um jovem bastante conversador que arrazoavam entre si sobre moda e modismos, logonotei que a conversa cessou com a minha chegada, embora estivesse um pouco à frentedo ônibus notei que ao me virem eles logo se calaram. Não pude conter a idéiade dar aquela olhadinha para trás para ver o que tinha acontecido, fiz aindamelhor, fui lá para trás para ter certeza que não tinham se calado com a minhachegada, quando apressadamente levantaram-se e desceram do ônibus numa paradaque fica em frente a um shopping, foi então que percebi quem eram os jovens.Ainda olhando para dentro do ônibus, fitaram seus olhos em mim e com ar de quemestá escondendo-se cochicharam e foram em direção ao shopping, se não fosse ás 21:00hs talvez teria achado tudo normal. Eu sabia que a noite daqueles jovens não iriaresumir-se aquele simples passeio no shopping, pois naquela mesma noite iriater um show no classic hall de Amy winehouse, que dispensa comentários arespeito de incitação a rebeldia e motivação delinqüente.

Fui até em casa conversando com Deus e com o coraçãodilaceradamente partido, pois presenciei aqueles jovens na igreja em que me convertide mãos dadas em oração e seus corações totalmente entregues ao senhor. Eramjovens laboriosos na obra do Senhor e que não colocavam empecilhos para saírema campo nas tardes de domingo; jovens que participavam da mocidade da igrejacom amor e dedicação e ainda ajudavam outros departamentos; jovens que perguntavamnas escolas dominicais com o intuito de aprender; jovens que brilhavam de alegriae davam testemunho de vida; jovens que eram os primeiros a chegar aos cultos deinstrução.

Talvez, assim como eu você esteja se perguntando: oque aconteceu com esses jovens? O livro de provérbios nos mostra algo bemparecido com o que aconteceu a esses jovens, e diz assim: “O irmão ofendido émais difícil de conquistar do que uma cidade forte; e as contendas são comoferrolhos de um palácio.” Provérbios 18:19.

Quando procurei saber se aqueles jovens permaneciamna igreja e tive logo uma negativa, procurei saber os motivos que os fizeramdeixar Cristo, embora os motivos tenham sido fúteis para alguns que tenham certoamadurecimento espiritual, mas para eles foi o suficiente para sair da igreja edeixarem a presença do Senhor. Sabemos que ninguém se desvia de uma hora paraoutra, algo sério deveria estar acontecendo, foi quando soube que um obreirolegalista com princípios de farisaísmo estava impondo doutrinas e ordenseclesiásticas que ferem um bom entendimento bíblico. Um verdadeiro ditador.

Fico aturdido com certos pastores e obreiros que impõemem suas congregações uma ditadura que eles mesmos não conseguem seguir,maltratam as ovelhas de uma maneira que elas se sentem em masmorrasaprisionadas, e desvirtuam o amor de Deus em simples interpretações erradas daBíblia. Se eu for colocar nesta postagem os nomes de pessoas que eu conheço desviadasdo evangelho só por causa de palavras duras ditas por obreiros e pastores,teria que passar horas teclando. 

Como já disse, pode ser uma falta deamadurecimento espiritual dos mesmos, mas temos que observar que cada uma temuma personalidade diferente e foi assim que o Senhor nos fez. Lembro-me o que oapóstolo Paulo disse em Rm 14:1-4 “Ora, quanto ao que está enfermo na fé,recebei-o, não em contendas sobre dúvidas. Porque um crê que de tudo se podecomer, e outro, que é fraco, come legumes. O que come não despreze o que nãocome; e o que não come não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu.Quem és tu que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé oucai; mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.”

Poderoso é Deus para firmá-los, então nos restabuscar as ovelhas perdidas e orar para que Deus dê mais discernimento a essesministros e obreiros para que eles amem mais as almas que chegam à casa dosenhor, pois se para alguns obreiros essas almas não tem valor, para Jesus elasvalem mais que ouro.

Tratemos melhor nossos irmãos, embora saibamos que naigreja sempre irá existir aqueles irmãos menos compreendidos, para não dizercomplicados, mas aprendemos em I Co 13.7 que o amor tudo sofre, tudo crê, tudoespera, tudo suporta. Lembremos sempre o que diz  Pv 15.1 “A resposta branda desvia o furor, masa palavra dura suscita a ira.”

Ricardo André

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Cordel Pentecostal



Que novos tempos são esses?
Que os novos crentes perderam a noção
Rejeitam o irmão pobrezinho no fundo da igreja
Que veio sinceramente orar no circulo de oração
Que não liga para sua vestimenta
E sim para a força do Senhor no seu coração.

Roupas de grife reluzem no centro da igreja
Handara, M.Officer e Rota do mar
A ostentação ofusca e pregação da palavra
E a hipocrisia volta a reinar

Homens de gravatas na televisão
Bíblias nas mãos e uma excelente retórica
Que pena que deste evangelho
Só lhes restam uma vida teórica

E o amor que o Senhor ensinou
Que os novos crentes não abraça
Dizem viver as santas escrituras
Ao contrário, machuca, fere e mata

Por apenas um cargo na igreja
Até com palavras amaldiçoa
Ficam cegos surdos e mudos
Mas ao irmão não perdoa

Que novos pastores são esses?
Que à igreja só ensina prosperidade
Matam as ovelhas, comem das suas gorduras
E ainda pregam com austeridade

Oh! Meu Deus que covardia
Nunca pensei que iria ver
Homens que se dizem ministros do Senhor
Mas que só pensam em enriquecer

Que caras-de-pau, infelizes pastores
Ministram de noite e falam até em mistério
E o pobre irmãozinho no fundo da igreja
Continua sem ter alguma ajuda do ministério

Tem até pastor recebendo de prefeitura sem trabalhar
Graças à idolatria de alguns irmãos
Encobrindo pecados de ministros
Diante de fatos como estes que por cima ainda colocam suas mãos

Mas como o Senhor disse no livro de Eclesiastes
Nada encoberto haverá
A não ser a safadeza de alguns pastores
Que por seus venais bajuladores tudo dele encobrirá

O que é certo é certo e nada mudará
Não falo nenhuma mentira
Embora que para alguns irmãos beneficiados desta sujeira
Eu ainda seja chamado de traíra.

Pastores de convenções se matando
Ovelhas omissas se condoendo
Mas a verdade é esta que está acontecendo
A igreja está espiritualmente morrendo
 
Termino aqui com palavras de indignação
Mesmo com o coração partido
Sabendo que o evangelho que tenho aprendido
Não tem lugar pra pastor bandido nem pra ladrão.

Autor: Ricardo André