sábado, 21 de maio de 2011

ESTÁS PREOCUPADO?

Para termos uma melhor dimensão do que é a destruição causada pela preocupação no indivíduo analise cuidadosamente este conceito de preocupação, este post se propõe a mostrar esse sério problema. A fórmula para acabarmos com a nossa preocupação, seja com o que for, é tirada de Filipenses 4:4-8: "Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos. Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. Não andeis ansiosos de cousa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas diante de Deus as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus."

A preocupação, portanto, significa "dividir a mente". A preocupação divide a mente entre interesses dignos e pensamentos prejudiciais. O apóstolo Tiago fala do estado infeliz da pessoa que tem a mente dividida. "O homem de ânimo dobre é inconstante em todos os seus caminhos" (Tiago 1:8).
Note que Tiago diz que o homem de ânimo dobre é inconstante em todos os seus caminhos. Ele é inconstante em suas emoções. É inconstante em seus processos de pensamento. É instável em suas decisões. É instável em seus julgamentos.
A paz mental requer singeleza de pensamento. A pessoa que se preocupa, a si mesma rouba a paz mental ao dividir sua mente.

A preocupação divide os sentimentos, portanto as emoções têm falta de estabilidade.

A preocupação divide a compreensão, portanto as convicções são rasas e inconstantes.

A preocupação divide a faculdade de percepção, portanto as observações são falhas e até mesmo falsas.

A preocupação divide a faculdade de julgamento, portanto as atitudes e decisões muitas vezes são injustas. Estas decisões levam ao prejuízo e ao pesar.

A preocupação divide a faculdade de determinação, portanto os planos e propósitos, se não estiverem bem "amarrados", não são cumpridos com persistência.

A preocupação extrema leva à abulia "perda do poder de querer". Por quê? A mente está tão dividida que não pode atuar em um único canal. É como o burro que estava entre dois montes de feno e morreu de fome por não poder decidir de qual monte comer.

Pensemos no que Jesus nos disse: Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.  João 14:27

Deus nos abençoe!


Créditos da imagem: nemonnemoff.blogspot.com

quinta-feira, 19 de maio de 2011

A SOLICITUDE DE UM AMIGO

A palavra de Deus nos mostra que  todo cristão deve ter uma solicitude prática e sacrificial com as necessidades dos seus semelhantes. Tiago nos relembra repetidas vezes que nossa fé está morta se não se demonstra na solicitude prática para com os outros (Tiago 2:14-20). Esta mesma idéia é enfatizada noutras partes das Escrituras. Todos nós devemos preocupar-nos com os interesses do nosso próximo (Fp 2:4).

Todos nós recebemos ordens no sentido de alegrar-nos com os que se alegram, e de chorar em empatia apoiadora com aqueles que choram (Rm 12:15). Todos nós temos instruções para edificar-nos mutuamente, para admoestar uns aos outros, para encorajar os desanimados, para ajudar os fracos, e para ter paciência com as pessoas entre as quais vivemos (1 Ts 5:11, 14). Todos os homens e mulheres espirituais têm a responsabilidade de suavemente sarar ou restaurar aqueles que caíram no pecado, e todos devemos envolver-nos na tarefa de suportar as cargas uns dos outros (Gl 6:1, 2).

Sempre quando surge a oportunidade, devemos "fazer o bem a todos," e especialmente aos que são crentes juntamente conosco (Gl 6:10). É claro, portanto, que todo cristão deve atingir outras pessoas com amor, e aconselhar é uma das maneiras de alcançá-las. Quando os membros da nossa família, nossos vizinhos, nossos companheiros de trabalho, ou os membros da igreja conversam conosco informalmente acerca dalgum evento na vida deles, ou dalgum problema difícil, nós que somos motivados pelo amor cristão sempre descobriremos que estamos aconselhando, reconhecendo-o ou não, e deliberadamente procurando fazê-lo, ou não.

Pense nisso...

sábado, 14 de maio de 2011

JÁ ERA DE SE ESPERAR...




Aonde vamos parar? Até que horas poderemos deixar nossos filhos assistir a tv? E os valores familiares e cristãos onde ficam? Como iremos explicar estas cenas a uma criança de 5 ou 6 anos? São perguntas que não querem calar!

Inventaram agora a "UNIÃO HOMOAFETIVA", gostaria de saber que palavra é esta. Onde está a igreja nesta hora? Sabemos que a bancada evangélica no plenário luta pelo veto desta lei imoral chamada PL 122/2006, mas e os  líderes cristãos do nosso Brasil, o que estão fazendo? Até quando seremos obrigados a ver cenas como estas na televisão e nas ruas?

Sabemos que o Brasil não está preparado para implantar uma lei tão polêmica e absurda como esta, pois o brasileiro de uma forma geral ainda mantém certos valores familiares, e porque não cristãos. 

A Rede Globo por várias vezes tentou exibir cenas de beijos homossexuais dentro dos seus reality shows, mas a polêmica era muito grande e ela sempre arregava, mas a emissora de silvio Santos não temeu tal represália e escancarou a safadeza homossexual para todo o Brasil assistir.

Agora as portas estão abertas para a promiscuidade desenfreada e a lascivia homossexual, tudo agora será exibido de forma escancarada, as emissoras estavam esperando o primeiro estopim, agora vai virar costume vermos isto, não duvido que até na tv globinho. Isso é Brasil!